dia-dos-namorados-vs-valentines-day-semelhancas-e-diferencas

Dia dos Namorados vs Valentines Day

O mês de junho chegou, junto com temperaturas mais frias no território brasileiro e anúncios de festas cheias de barraquinhas típicas e bandeirinhas. O período também é tradicional pela data mais romântica do calendário nacional: o Dia dos Namorados. Mas qual é a diferença entre a nossa comemoração e o Valentine’s Day? É o que a American Insight traz para você nesse post. Confira!

Muita confusão é feita entre as duas datas que, apesar de representarem o mesmo sentimento romântico, possuem origens completamente distintas e muitas diferenças. A começar pelo período de celebração. Por aqui, o dia 12 de junho foi escolhido desde 1948, enquanto nos Estados Unidos (e em inúmeros países) a comemoração é realizada no dia de São Valentim, 14 de fevereiro.

O surgimento da celebração no Brasil tem um motivo bastante curioso. Engana-se quem pensa que a relação seja com o santo casamenteiro, Santo Antônio, no dia 13 de junho. A origem é totalmente comercial, tendo sido desenvolvida por João Dória (pai do empresário e político paulistano) como uma campanha para melhorar o fraco período de vendas característico dessa época na loja Exposição Clipper. A data hoje é considerada uma das mais importantes para o faturamento do comércio, junto com Dia das Mães e Natal, por exemplo.

Já o Valentine’s Day tem sua origem no século V e existem muitas teorias sobre o seu surgimento. A mais conhecida diz que São Valentim era um padre de Roma que foi condenado à morte no século III por realizar casamentos de maneira secreta (ato proibido pelo Imperador Claudio II). Na prisão, Valentim se apaixonou pela filha do carcereiro e, no dia de sua execução, enviou uma carta de amor assinando ‘do seu Valentim’, prática bastante comum hoje em dia na data especial.

Dois séculos mais tarde a data começou a ser comemorada para valer, quando o papa Gelásio instituiu o Dia de São Valentim, tornando-o em um símbolo dos namorados, uma resposta à uma tradição antiga de um festival romano e que celebrava a fertilidade.

A data também é sinônimo de sucesso comercial nos Estados Unidos, chegando a movimentar cerca de 20 bilhões de dólares na economia.

Outra diferença bastante significativa é que no Brasil a data é marcada pelo seu aspecto romântico, enquanto nos Estados Unidos também funciona como uma celebração da amizade, especialmente por crianças na escola, que mandam cartões para seus colegas de classe.

Comercial, religioso ou romântico, ambas as datas são marcantes em nosso calendário e você tem uma desculpa para celebrar duas vezes com o seu amor. Não se esqueça de caprichar na surpresa para surpreendê-lo(a)!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *